Prótese

Aqui seu sorriso fica perfeito!

lifesorrisos_proteses_img

As próteses dentárias são indicadas pelo dentista de acordo com a quantidade de dentes comprometidos
ou em falta, além da condição geral da boca do paciente.

Assim, as próteses podem ser classificadas em parciais, quando apenas alguns dentes são substituídos na prótese, ou total, quando há necessidade de substituir todos os dentes, sendo esse último tipo de prótese mais conhecida como dentadura.

Além da classificação em parcial e total, as próteses também são classificadas em removíveis, quando a pessoa pode retirar a prótese para fazer a higienização, por exemplo, ou fixas, quando a prótese é implantada na mandíbula ou os dentes faltantes são parafusados. Assim, além de devolver o sorriso, a autoestima e melhorar a estética, ela também contribui para a saúde, já que devolve as funções bucais, melhorando a mastigação, a fonética e, até mesmo, a respiração.

O procedimento é indicado para todos os pacientes que estejam sofrendo com a falta de um ou mais dentes, sendo que a técnica mais adequada dependerá de uma análise completa de cada caso.
Quais os benefícios de usar a prótese dentária?

O uso de prótese dentária permite que o paciente tenha restabelecidas as funções e os hábitos simples anteriormente adotados quando tinha ainda a presença de um ou mais dentes naturais. A seguir, vamos conhecer com mais detalhes os benefícios da prótese dentária.

 

Melhoria da mastigação;

Cada dente que pertence à nossa arcada dentária desempenha uma função específica. Dessa maneira, a falta de apenas um deles já é algo bastante prejudicial para o organismo. Isso porque o sistema mastigatório tem forte influência na digestão. 

Em caso de ineficiência do sistema mastigatório, é possível que os alimentos não sejam triturados da maneira adequada e provoquem, em decorrência disso, refluxo e outros problemas gastrointestinais. Portanto, o uso da prótese dentária é uma maneira de restabelecer o sistema mastigatório.

Melhoria da fala;

Muitas pessoas acreditam que a fala está relacionada apenas às cordas vocais ou aos lábios. Mas os dentes têm relação direta com a qualidade da fala. Entre outros benefícios, que faremos questão de dar toda atenção quando estiver em consulta.
Quais os tipos de prótese dentária mais comuns?

Prótese total (PT);

A prótese total é a solução mais comum e conhecida entre os brasileiros. Normalmente, ela é produzida em resina acrílica, e é essencial que o dentista e o protético sejam bastante detalhistas para trazer mais realidade ao sorriso do paciente e respeitar suas feições naturais.Prótese Parcial Removível (PPR);

Também chamada de “Roach”, trata-se de um modelo bastante usado. A prótese é indicada para os pacientes que ainda têm alguns dentes na boca e funciona por meio de uma estrutura metálica com grampos que ficam retidos nos dentes remanescentes.
Prótese Parcial Removível Flex (PPRFlex);

Outra possibilidade é a PPRflex, produzida com poliamida. Há também a opção da prótese dentária de silicone removível, que tem as mesmas características do acessório de poliamida, mudando apenas o material. Ainda, por ser injetável, dispensa a necessidade de grampos e metais.

Prótese Overdenture;

Trata-se de uma prótese total, que pode ser colocada tanto na maxila (parte superior da boca) como na mandíbula (parte inferior).

Como o próprio nome sugere, ela fica “presa” aos implantes e é uma ótima solução para os pacientes que apresentam reabsorção óssea. Basicamente, a overdenture pode ser feita por meio de dois sistemas:

O’Ring: a prótese é unida por um anel de teflon ou metálico, que fica encaixado em um componente protético em formato de bola adaptado sobre os implantes;
Barra-Clip: a prótese é unida por meio de clips que se adaptam a uma barra soldada sobre os implantes.
A overdenture oferece muito mais estabilidade aos pacientes e segurança para mastigar quaisquer tipos de alimentos, porém, seu valor costuma ser um pouco mais elevado.

 Parcial Removível (PPR);

Também chamada de “Roach”, trata-se de um modelo bastante usado. A prótese é indicada para os pacientes que ainda têm alguns dentes na boca e funciona por meio de uma estrutura metálica com grampos que ficam retidos nos dentes remanescentes.

Prótese Parcial Removível Flex (PPRFlex);

Outra possibilidade é a PPRflex, produzida com poliamida. Há também a opção da prótese dentária de silicone removível, que tem as mesmas características do acessório de poliamida, mudando apenas o material. Ainda, por ser injetável, dispensa a necessidade de grampos e metais.

Prótese Overdenture;

Trata-se de uma prótese total, que pode ser colocada tanto na maxila (parte superior da boca) como na mandíbula (parte inferior).

Como o próprio nome sugere, ela fica “presa” aos implantes e é uma ótima solução para os pacientes que apresentam reabsorção óssea. Basicamente, a overdenture pode ser feita por meio de dois sistemas:

O’Ring: a prótese é unida por um anel de teflon ou metálico, que fica encaixado em um componente protético em formato de bola adaptado sobre os implantes;
Barra-Clip: a prótese é unida por meio de clips que se adaptam a uma barra soldada sobre os implantes.
A overdenture oferece muito mais estabilidade aos pacientes e segurança para mastigar quaisquer tipos de alimentos, porém, seu valor costuma ser um pouco mais elevado.

Siga nossas redes

Agende já a sua avaliação.

Marque já sua avaliação para conhecer mais a fundo essas e outras modalidades da sua prótese.