Endodontia

A endodontia (mais conhecida por tratamento de canal) é uma especialidade da odontologia responsável por estudar a polpa dentária, os tecidos periapicais e os canais radiculares além das doenças que acometem esses lugares.

Ou seja, essa parte da odontologia é responsável por prevenir e tratar da raiz do dente, de doenças que acometam a polpa (nervo) e de lesões que possam ocorrer nessa região.

O seu tratamento consiste em remover o tecido mole (a polpa) que está situado na parte interna do dente (canal) e que pode estar inflamado, sadio, vivo, necrosado (morto) ou infectado.

Após a remoção desse tecido o dentista tem de esterilizar o canal para poder preenchê-lo com obturação em material específico.

O tratamento de canal ou endodôntico é indicado quando há alguma alteração no dente ocasionada pela cárie, por um trauma dentário ou ortodôntico, por lesões endoperiodontais, por necessidade protética e demais patologias endodônticas.

Afinal, esse tratamento tem por finalidade fazer a manutenção do dente e manter os tecidos periapicais saudáveis. Assim, quando um dente está lesionado o tratamento do canal se faz importante para poder evitar a sua extração e para prevenir infecções que possam ocorrer e que podem ser perigosas.

Diferenciais da endodontia

A endodontia propõe um tratamento para os casos que há um trauma no dente ocasionado por cárie ou por lesões, por exemplo. Esse tratamento é chamado de tratamento de canal ou endodôntico. Para que o tratamento de canal ocorra adequadamente o paciente precisa fazer várias visitas ao dentista pois ele é feito em várias etapas, dependendo do caso.

A princípio, uma abertura é feita na coroa de um dente molar, pré-molar ou posterior ou na parte posterior do dente frontal. Após essa etapa é feita a remoção da polpa infeccionada. Assim, o espaço e os canais onde esse tecido se encontrava passa por uma preparação que consiste em esvaziar, alargar e limar essa região para que possa ocorrer o seu preenchimento.

Enquanto o tratamento não é finalizado o dentista faz uma restauração temporária na abertura da coroa para proteger o dente durante o intervalo das visitas. No fim, a restauração é removida e ocorre o preenchimento permanente da cavidade onde estava localizada a polpa e dos canais. Em um dos canais há a inserção de um material que tem a forma de cone mas que é flexível e, normalmente, ele é selado com um cimento apropriado em posição.

Sobre o dente é colocada uma coroa a fim de restaurar o seu formato e dar uma aparência mais natural. Em casos que o dente está fraturado ou muito destruído talvez se faça necessário colocar no canal um pino cimentado antes que a coroa seja confeccionada.

Fale com os nossos especialistas e saiba mais sobre endodontia

A endodontia é uma área importante da odontologia pois ela é responsável por estudar partes importantes dos nossos dentes e, assim, se torna responsável por prevenir e tratar as doenças que possam acometer a parte interna do dente. É para essa finalidade que existe o tratamento de canal: para aliviar a dor através da remoção da polpa do dente e, assim, oferecer uma qualidade de vida melhor ao paciente sem que seja necessário extrai-lo.

Tags

Talvez você goste também

Siga A Life Sorrisos

Postagens Recentes

Curta Nossa Página

WhatsApp
1